Violência no futebol

O ‘Esporte Record’ mostra-lhe as últimas novidades do mundo do desporto, que também vive momentos de brutalidade e pânico. 

Fred Ring atualiza-o, todas as semanas, com as novidades do futebol. A violência dentro e fora do campo continua a ser um tema em destaque.

Neste episódio, o ‘Esporte Record’ mostrou inúmeros episódios de agressões e intolerância. Assim, acompanhamos o caso do futebolista Cássio Ramos, guarda-redes do Sport Club Corinthians Paulista, que foi ameaçado de morte por um apoiante.

Durante esta semana, as novidades começaram a chegar ao jogador a partir de mensagens enviadas à sua mulher e ao seu personal trainer. “É o seguinte: quando vos encontrar, nós vamos vos ‘esculachar’, o recado está dado”, foi uma das frases mencionadas numa mensagem de voz pelo apoiante do clube, que, com um tom agressivo e manipulador, intimidou inúmeras vezes o jogador.

Isto não chegou para aterrorizar o futebolista. De seguida, o mesmo também assistiu à publicação de uma fotografia de uma arma e balas por cima de uma camisola do Corinthians.

Perante estes acontecimentos, Cássio fez queixa na polícia e colocou uma publicação na plataforma Instagram a explicar o acontecido. “Encaminhei para a polícia os áudios recebidos pela minha esposa, para que, quem tenha a competência necessária, possa cuidar do caso. Não posso aceitar este tipo de ameaça de forma alguma. Espero que a justiça seja feita.”, referiu. Os suspeitos foram identificados e, neste momento, o caso está entregue à polícia.

Infelizmente, este caso não está isolado. Neste clube houve também outras situações problemáticas e violentas. Roberto Carlos é um exemplo, o jogador saiu do clube e foi para a Rússia em 2011 após a invasão do centro de treinos por apoiantes. Roberto foi perseguido e a sua família ameaçada.

Neste episódio, acompanhamos também a crise no Clube de Regatas do Flamengo. A perda do título carioca deixou marca nos apoiantes do Flamengo, que se revoltaram à frente do centro de treinos.

Com muita violência, os apoiantes impuseram-se aos atletas, dizendo: “Se damos a vida, exigimos que vocês deem o sangue”. Os adeptos cercaram o carro de jogadores e foram violentos fisica e verbalmente.

Veja e acompanhe este debate do ‘Esporte Record’.