fbpx
Select Page

Na Amadora, um salão de cabeleireiro servia de fachada para uma creche ilegal que funcionava na cave do prédio.
No local estavam 16 crianças entre os 6 meses e os 10 anos.

 

 

 

Receba a nossa Newsletter

Record TV Europa