Detida mãe que abandonou recém-nascido no lixo na Mealhada

Portugal ultrapassou a barreira dos 80 mil nascimentos em 2022
Rene Asmussen, Pexels.com
PUB

Mulher ficou em prisão preventiva.

Foi hoje detida pela Polícia Judiciária uma mulher suspeita de abandonar o filho recém-nascido num contentor do lixo, na Mealhada, em julho do ano passado.

A mulher, de 33 anos, ficou em prisão preventiva, suspeita de homicídio de um recém-nascido.

As autoridades desconfiam que o abandono terá sucedido na sequência de uma gravidez indesejada e de um parto sem assistência.

“Os indícios colhidos até ao momento, pela investigação, apontam no sentido de, na sequência de uma gravidez indesejada, a suspeita ter tido um parto sem assistência, abandonando o recém-nascido, dentro de um contentor do lixo”, referiu a PJ em comunicado.

Em declarações à agência Lusa, fonte da PJ de Aveiro esclareceu que a situação acabou por ser identificada porque a mulher precisou de assistência médica, na sequência do parto, no dia 25 de julho de 2022.

“Havia a dúvida se estávamos perante um nado vivo ou um nado morto. Através de exames efetuados, exames periciais e outra prova recolhida, verificou-se que era um nado vivo”, explicou.