Reduzida pena a professor acusado de abuso sexual 

Condenado jovem acusado de matar à facada na Reboleira
EKATERINA BOLOVTSOVA Pexels.com

Carícias a alunas de 7 anos têm “cariz sexual”, mas não constituem crime de abuso. 

O Tribunal da Relação de Évora reduziu e suspendeu a pena a um professor condenado a 8 anos e meio de prisão, por 20 crimes de abuso sexual. 

Os crimes remontam a 2017, num colégio privado de Setúbal. 

De acordo com o tribunal, as carícias a alunas de 7 anos têm “cariz sexual”, mas não constituem crime de abuso. 

O docente ficou acusado de 11 crimes de importunação sexual e viu a sua pena reduzida para 4 anos e 7 meses, ficando ainda proibido de lecionar durante 5 anos.