PUB

Muito se tem falado sobre a turbulenta separação de Shakira e Gerard Piqué. Com um guião e várias descobertas dignas de novela, a história envolveu frasco de geleia, entrevista em direto, marcas de carro e relógios, bruxa e, claro, música. Na letra vingativa, a artista colombiana diz que “mulheres não choram, mulheres faturam”. Uma lágrima por um euro seria uma troca justa? Parece que Shakira percebe de negócios…

Nas redes sociais, Shakira comemorou o sucesso da música ‘Shakira Bzrp Music Sessions 53’, produzida em parceria com o DJ argentino Bizarrap. A canção, cheia de (in)diretas a Gerard Piqué, atingiu o lugar de música mais ouvida no mundo em apenas um dia.

“Para mim, era uma catarse e um alívio. Jamais pensei que chegaria ao número um do mundo, aos meus 45 anos e em espanhol”, declarou a artista.

Coincidências da vida ou não, o facto é que Miley Cyrus está em primeiro lugar no Spotify Global com a música ‘Flowers’, Shakira em segundo lugar com a ‘homenagem’ ao ex-marido e SZA fecha o top 3 com ‘Kill Bill’. Todas com letras ligadas a desilusões amorosas.

Entretanto esta não é a primeira vez – e nem será a última – que um artista utiliza as suas vivências pessoais para criar um grande sucesso. O portal R7 fez uma lista das músicas baseadas em vivências reais de traições, separações e males do coração. Vamos recordar?

‘All too Well’, de Taylor Swift

A cantora é conhecida por composições que envolvem os ex-namorados, como Harry Styles, Joe Jonas ou Taylor Lautner. Em ‘All too Well’ a americana fala sobre o relacionamento com o ator Jake Gylenhaal. A música foi originalmente lançada em 2012, mas foi na regravação do álbum ‘Red’, em 2021, que a canção chegou ao topo, com dez minutos de duração e um videoclipe em curta-metragem.

‘Cry me a River’, de Justin Timberlake

Esta música é considerada um clássico da pop e aborda a separação conturbada do cantor com Britney Spears. Timberlake canta sobre os erros da ex, que não pretende perdoar, e pede para que ela ‘chore rios’ por isso.

‘Drivers License’, de Olivia Rodrigo

A música de estreia de Olivia Rodrigo abordou o fim do relacionamento com o ator Joshua Basset. A letra fala como a artista ainda sofre com a separação e que não compreende como o jovem seguiu em frente tão rapidamente.

Olivia Rodrigo
Olivia Rodrigo | D.R.

‘Everytime’, de Britney Spears

Um ano após ‘Cry me a River’ foi a vez de Britney Spears lançar o próprio single, dando o seu ponto de vista sobre o término. A cantora afirma, na letra, sentir saudades do ex e que, de facto, chorou muito. Britney afirma que esta canção é o seu pedido de desculpas.

‘Flowers’, de Miley Cyrus

A música ‘Flowers’ seria para o ex-marido de Miley Cyrus, o ator Liam Hemsworth. Fãs deram eco à ideia de que a canção se apresenta como uma resposta a ‘When I was your Man’, sucesso de Bruno Mars.

Segundo os seguidores de Miley, Liam ter-lhe-ia dedicado esta música na festa de noivado. Enquanto a letra de Bruno diz: “Eu deveria terte comprado flores”, Miley rebate: “Eu posso comprar flores para mim mesma”. 

Rumores afirmam, inclusive, que a mansão na qual Miley Cyrus gravou o videoclipe de ‘Flowers’ teria sido usada por Liam para levar as amantes.

‘Kill Bill’, de SZA

A música ‘Kill Bill’ é uma referência ao filme do cineasta Quentin Tarantino, no qual a personagem Beatrix Kiddo, interpretada por Uma Thurman, é traída e jura vingança contra o homem que amava e todos aqueles que o ajudaram a tentar derrotá-la.

A cantora não dá muitas pistas a respeito de quem é o tal ex. Com a vida pessoal muito discreta, ela deixou os fãs curiosos em busca de informações sobre a identidade do homem que a fez ficar tão furiosa. 

‘Meu Erro’, da banda Os Paralamas do Sucesso

Um dos maiores sucessos da banda de rock brasileira foi composta por Herbert Vianna após o fim do casamento com a cantora Paula Toller. A letra fala de um relacionamento que claramente não resulta e o vocalista diz a si mesmo que não deve voltar para os braços da ex-mulher.

Os Paralamas do Sucesso
Os Paralamas do Sucesso | D.R.

‘Penhasco’, de Luísa Sonza

A música fala sobre o fim do relacionamento de quatro anos da cantora com o comediante Whindersson Nunes. Na canção, ela afirma que já se expressou e mostrou os sentimentos ao ex e que sabe que ele está a sofrer também. Ao menos, pelo que se sabe, neste caso não houve traição, apesar dos inúmeros boatos a respeito do tema.

‘Thank u next’, de Ariana Grande

Ariana Grande cita nominalmente vários ex-namorados, como Mac Miller e Pete Davidson. A canção aborda um lado mais positivo dos relacionamentos passados, e lembra coisas boas que ela adquiriu ao longo da relação. Como o próprio título diz, a mensagem principal é agradecer e partir para o próximo.

‘Traidor’, de Paula Fernandes

A cantora Paula Fernandes também teria dedicado esta música de sucesso à traição do ex-noivo, Henrique do Valle. Mesmo que, na ocasião, a cantora aparentasse estar feliz num novo relacionamento, os seguidores logo associaram o título da canção à desilusão amorosa.

Paula Fernandes
Paula Fernandes | D.R.

Um dos benefícios da arte é, justamente, a possibilidade de expressar os sentimentos, sejam eles bons ou não tão agradáveis assim. Aqui recordámos apenas alguns exemplos do meio musical, mas é claro que dentro de diversos sucessos que conhecemos há um pouco dos sentimentos de quem os escreveu e quem os interpretou. A dor é inerente ao ser humano e os artistas não estão imunes às desilusões amorosas. Entretanto, eles ainda têm a oportunidade de transformar situações dolorosas em arte e, consequentemente, sucessos que, por fim, se convertem em lucro. Uma lágrima por um euro… será um negócio justo?

FONTED.R.