PUB

Kanye West, a estrela mundialmente conhecida, está a enfrentar tempos difíceis. Vários dos seus parceiros de negócios e até o seu próprio advogado estão a cortar laços com o artista por causa dos seus comentários antissemitas.

Esses parceiros incluem as marcas Balenciaga, Doccie, Foot Locker e Adidas, entre outras. A Gap também removeu os itens da marca Yeezy, da qual ele é proprietário – e que representava a sua maior fonte de rendimento. O MRC Studios anunciou igualmente que não irá estrear um documentário sobre a vida de Kanye. “Não podemos apoiar nenhum conteúdo que iria ampliar a sua plataforma”, contribuindo para o aumento da sua notoriedade, justificaram.

Até o banco J.P. Morgan cortou relações comerciais com ele, pedindo-lhe que encerrasse a sua conta e que procurasse outra instituição bancária para fazer negócios.

Sera este o fim de Kanye West
A carreira de Kanye West tem sido abalada por inúmeras polémicas, levando o artista a mergulhar numa espiral de comportamentos autodestrutivos | © D.R.

Para já, Apple Music e a Spotify Music são as únicas fontes de rendimento que lhe restaram, uma vez que não o baniram das suas plataformas, além de alguns investimentos imobiliários.

Num só dia o património de Kanye caiu de dois mil milhões de dólares para 400 milhões. Na semana passada, o Twitter também suspendeu a conta do rapper pela segunda vez.

Do sucesso ao ‘cancelamento’

Kanye West sempre foi uma das personagens mais controversas do showbiz americano e é uma das raras que conseguiu ficar sempre debaixo do foco dos holofotes, seja pelas criações musicais amplamente premiadas, objetos icónicos de moda ou aparições públicas polémicas. Mas nos últimos tempos, especialmente após a separação de Kim Kardashian, ele tem vindo a cair numa espiral negativa, por via de comportamentos muito criticados pela opinião pública.

O rapper de 45 anos, que afirma sofrer de transtorno bipolar e agora é conhecido como Ye, publicou várias provocações à comunidade judia no Twitter, como por exemplo a publicação de uma imagem em que associou símbolos nazis e do judaísmo. A atitude do artista resultou numa espécie de ‘suicídio profissional’ e a sua carreira está ‘pelas ruas da amargura’.

Existem também rumores de que Kanye West estará a sofrer as consequências da famosa ‘maldição das Kardashians’, segundo a qual todos os homens que assumem um relacionamento com uma das famosas irmãs ficam loucos e arruinados.

Seja como for, será que Kanye conseguirá reparar os estragos autoinfligidos à sua imagem ou irá afundar-se cada vez mais?

FONTE© Envato