Idosa russa detida em protesto contra a invasão à Ucrânia

Idosa russa detida em protesto contra a invasão à Ucrânia
PUB
Leaderboard - Pub CTT Western Union

Mulher sobreviveu ao cerco militar a Leningrado pelas tropas alemãs, durante a Segunda Guerra Mundial.

É uma detenção que está a dar que falar um pouco por todo o mundo.

A cidade natal de Vladimir Putin serviu de palco para mais um protesto contra a invasão das forças russas na Ucrânia. Entre os inúmeros ativistas jovens, encontrava-se Elena Osipova. Uma idosa de 77 anos, conhecida no país por ser uma sobrevivente do cerco militar a Leningrado pelas tropas alemãs, durante a segunda Guerra Mundial.

Elena tinha consigo dois cartazes que pediam a paz na Ucrânia e o fim das armas nucleares no mundo. Uma presença que durou pouco tempo, já que os intitulados OMON, polícia controlada pelo regime de Vladimir Putin, se aproximou da idosa para a deter.

Mas Elena não foi a única. Também crianças entre os sete e os 11 anos foram detidas por estarem a participar numa manifestação antiguerra.

Estima-se que mais de sete mil pessoas foram detidas até esta quarta-feira na Rússia em manifestações contra a invasão da Ucrânia.

Veja o vídeo: