Visita marido no hospital e descobre que morreu há dois dias

Baleado deixado à porta do hospital de Loures
Paulo Spranger- Global Imagens

Homem estava internado com doença oncológica.

Uma mulher foi visitar o marido ao hospital Beatriz Ângelo, em Loures, e descobriu que ele tinha morrido há dois dias.

O homem, internado com doença oncológica, terá estado dois dias na morgue sem que ninguém informasse a família do óbito. 

O caso remonta a setembro de 2021. A filha apresentou queixa e, em resposta, o hospital lamentou o sucedido e disse que “infelizmente a cadeia de transmissão de informação, relativa à comunicação do óbito à família, não funcionou como é habitual e devido”.

A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) concluiu que “a atuação do prestador não se mostrou consentânea com a proteção dos direitos e interesses dos utentes” e referiu que se tona “imperioso a adoção da atuação regulatória infra delineada de modo a assegurar que os procedimentos empregues pelo HBA, se revelam idóneos para garantir o direito do acompanhante ser devidamente informado, em tempo razoável, sobre a situação do doente nas diferentes fases do atendimento”.